Sindusmad participa do Encontro dos Executivos do Setor de Base Florestal (Enesf)

Publicado em: 13 de Novembro de 2023
Foto Por: Assessoria Cipem
Fonte: Sindusmad, Cipem

Uma das prioridades da gestão 2023-2025 do Sindicato das Indústrias Madeireiras do Norte do Estado do Mato Grosso (Sindusmad) é a capacitação profissional a fim de valorizar os colaboradores das indústrias madeireiras. O investimento humano também está voltado para a equipe técnica do Sindusmad, com formações específicas que aprimorem as habilidades da equipe dentro do sindicato e no atendimento ao associado.

Neste sentido, o diretor executivo do Sindusmad Felliphe Marinho, o consultor associativo Laurival dos Santos Morais Junior, acompanhados do diretor Renato Lenzi e do responsável operacional da ST Madeiras, Eliomar Vasconcelos de Araujo participaram nos dias 09 e 10, em Cuiabá, do Encontro dos Executivos do Setor de Base Florestal do Estado de Mato Grosso (ENESF). A edição 2023 foi realizada pelo Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem).

Durante os dois dias de encontro foi possível esclarecer as principais dúvidas sobre a contribuição sindical, a pejotização no mercado de trabalho e a reforma tributária, direito trabalhista, segurança do trabalho, demandas ambientais e bem como, temas técnicos relacionados aos órgãos como a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

O diferencial do encontro foi a possibilidade de troca de experiências entre os executivos de cada sindicato, o que contribuiu para o compartilhamento de boas práticas e a identificação de oportunidades de melhorias. Para o diretor Felliphe Marinho, o encontro foi valioso, pois além de fortalecer o trabalho dos sindicatos, a participação no Enesf foi fundamental para ampliar o conhecimento em defesa dos interesses do setor de base florestal. “Teve apresentações de órgãos de comando e controle que regem o setor, como a Sema e o Ibama. Sendo uma oportunidade de esclarecer as dúvidas e de conhecer quem está a frente e que atendem as demandas das empresas. Foi um momento enriquecedor. Além disso, a troca de experiência entre os sindicatos, é uma troca de conhecimento e informação muito grande. Ao retornar para o ambiente de trabalho, o sentimento é de renovação e valorização. O Cipem abriu as portas do evento para os responsáveis operacionais participarem do evento e essa iniciativa foi sensacional para esclarecer dúvidas e também conhecer o trabalho realizado pelo Cipem e ver o quanto o setor é forte e organizado”, destacou.

Para o responsável Operacional da empresa ST Madeiras, Eliomar Vasconcelos de Araujo, a participação no evento foi muito gratificante. “Foi uma experiência muito bacana, pelo conhecimento que adquiri. Nunca tive o privilégio de participar de um evento maravilhoso como este. Agradeço muito pela oportunidade. Aprendi muito, pois foram dois dias de muito conhecimento. O Sindusmad está de parabéns, junto com o Cipem, por defender o setor de base florestal”, comentou.

O diretor Renato Lenzi, avaliou que o Enesf vem somar tanto para os executivos dos sindicatos quanto para quem tem a oportunidade de participar. “O evento me mostrou funções e serviços que desconhecia que nossos diretores executivos exercem, além de evidenciar de forma ampla por meio da apresentação de todos os sindicatos regionais, o quanto estamos bem amparados pelos executivos/funcionários que nos representam no Sindusmad”, reforçou.

Já com relação aos temas técnicos, o diretor informou que vieram de encontro as necessidades e duvidas que surgem no desenvolver do trabalho diário nas empresas. “Um exemplo destas deliberações foi referente as dúvidas e inconsistências do sistema Sisflora 2.0, onde questionamos e deliberamos sobre cerca de 30 pontos com os representantes da Sema, que a partir desta troca de informações conseguiram ver in loco algumas demandas apresentadas pelos operacionais do sistema e executivos que ali se encontravam. Algumas destas demandas serão alteradas e outras serão estudadas com os técnicos do sistema para ver se cabe as tais solicitações de mudanças”, esclareceu.