Sindusmad homenageia Cipem pelos seus 17 anos

Publicado em: 02 de Julho de 2021
Fonte: Sindusmad

 

O Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem) comemora hoje (02), 17 anos, desde sua fundação em 2004. Ao longo destes anos, tanto a evolução do Cipem quanto do setor foram perceptíveis, diante de muitos avanços e melhorias conquistadas. Para celebrar esta importante data para o Setor de Base Florestal de Mato Grosso, o Sindicato das Industrias Madeireiras do Norte do Estado do Mato Grosso presta sua homenagem com os anseios de integrantes que contribuíram com a instituição.

Com a necessidade de unificar as ações, organizar e fortalecer o setor, surgiu a idéia de criar um órgão que respondesse por todos os sindicatos patronais de Base Florestal. Dessa forma surgiu o Cipem, que é a união de oito sindicatos: Sindusmad, Simno, Simava, Sindilan, Simas, Sindiflora, Sindinorte e Simenorte, abrangendo assim 100% dos municípios produtores de madeira nativa de Mato Grosso. 

Para o ex-presidente José Eduardo Pinto, a vocação do Cipem é manter a união do setor e defender a atividade que se preocupa com a floresta em pé. " Ao longo destes quase 20 anos, o Cipem foi importante nas mudanças que o setor teve. A cada dia há mais preocupação com o meio ambiente, e é preciso uma entidade forte para lutar em prol do segmento. Quando criarem leis ou alterá-las, colocar o peso na balança pro lado do setor produtivo também. O Cipem tem uma notoriedade muito grande para que o setor continue trabalhando dentro da legalidade e que seja respeitado. Eu tenho uma paixão muito grande por ele, o meu desejo é que os presidentes, diretores e os integrantes continuem dando relevância ao setor, mantendo a união da classe e levar o conhecimento aos empresários do setor. O Cipem tem essa vocação", ressaltou.

O ex-presidente Jaldes Langer, reforçou os pilares do setor de base florestal, que é a sustentabilidade de forma econômica, social e ambiental, e que com o Cipem ao longo destes anos demonstrou a sua preocupação em manter a floresta em pé. "Criamos uma instituição lá atrás e estamos felizes hoje porque ela esta chegando a sua maioridade. Espero que este jovem faça graduação, mestrado e doutorado e avance. Os votos que eu faço é que o setor continue se reinventando, se adequando ao que o mercado exige. Eu vejo que setor evoluiu pela gestão de lideranças, não formou herdeiros, formou sucessores. O Sindicato, o Cipem e o Fórum sempre tiveram uma linha de sucessão progressiva, as pessoas tentaram fazer o melhor pelo setor, vendo suas dificuldades e indo atrás para resolvê-las. Os votos que eu tenho para este setor são os melhores possíveis. Eu vejo ele cada vez galgando mais os desejos que a floresta tem, que a sociedade tem, do melhor para o Brasil. O setor está para Amazônia assim como o mundo quer que Amazônia fique em pé", explicou.

Para o presidente do Sindusmad Wilson José Volkweis, o Cipem possui papel fundamental em representar o setor de base florestal no Mato Grosso, no Brasil e no mundo, com o objetivo de incentivar a produtividade, o consumo consciente dos produtos e subprodutos da madeira de forma sustentável e trabalhar em consonância com às legislações. "Nós só temos que agradecer o Cipem, através dos seus ex-presidentes, diretores e equipe técnica que passaram pela instituição. E de maneira especial, agradecer o atual presidente que é engajado, com sua equipe forte e eficiente que tem o papel fundamental para o crescimento do setor com sustentabilidade", enfatizou.