O Setor de Base Florestal do Estado de Mato Grosso combate a proliferação do Covid-19

Publicado em: 14 de Abril de 2020
Foto Por: Sindusmad
Fonte: Sindusmad e Cipem

O Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeiras do Estado de Mato Grosso (Cipem), em parceria com os sindicatos empresariais, desenvolveram um Plano de Ação para a conscientização e o enfrentamento ao coronavírus. O Sindicato das Indústrias Madeireiras do Norte do Estado de Mato Grosso (Sindusmad), que é considerado um grande sindicato pelos seus feitos e suas realizações, está em consonância com este plano de ação e tem atuado junto as madeireiras a fim de evitar a contaminação do vírus e ter as atividades paralisadas.

Segundo o presidente do Cipem, Rafael Mason, o plano de ação tem como objetivo unificar ações que visem reduzir os impactos da epidemia causados tanto na área da saúde quanto nos aspectos econômicos e ressalta a importância do comprometimento de todos nesse momento crítico. Só no estado de Mato Grosso, o setor de base florestal é responsável por 90 mil trabalhadores diretos e indiretos. “Não podemos ignorar, sobretudo, a segurança de nossos colaboradores e parceiros. O Plano de Ação elaborado por nosso time visa contribuir com a saúde e bem-estar de todos com quem nos relacionamos, principalmente os colaboradores e seus familiares. A atividade precisa continuar. Essa é a resposta do setor de base florestal de Mato Grosso à sociedade. Sabemos da importância da geração de divisas e, preocupados com o período pós-pandemia, nos desdobraremos para não parar, pois as consequências seriam catastróficas”, enfatizou.

Para o presidente do Sindusmad, Wilson Volkweis, a pandemia provocada pelo coronavírus reforçou a importância do esforço coletivo para o enfrentamento do problema e o sindicato está mais uma vez contribuindo com o segmento e a sociedade no geral. “O nosso sindicato tem feito um trabalho bastante forte e transparente, pois estamos preocupados com a segurança pra que esse vírus não se dissemina ainda mais. Nesse momento de pandemia, os sindicatos mostram sua importância dentro da sociedade e do segmento que representam, no nosso caso, o setor de base florestal. Isso mostra a confiabilidade para os sócios que vão sentir mais segurança junto a nós, o que fortalece ainda mais a nossa instituição. Nós protocolamos um ofício, juntamente com o plano de ação, em cada prefeitura que representamos, aonde temos associados, mostrando que o setor de base florestal está tomando os devidos cuidados e estamos unidos aos outros segmentos no combate desta pandemia. Levamos este conhecimento aos gestores públicos porque nos importamos com os funcionários, com as empresas e a sociedade em si. Gostaria de agradecer aos prefeitos que nos receberam e acolheram a nossa iniciativa”, destacou.

Uma das medidas adotadas pelo plano de ação foi a elaboração e a distribuição de folders e banners nas madeireiras associadas. Segundo o diretor executivo do Sindusmad, Felliphe Marinho, o sindicato tem incentivado a conscientização, através da distribuição destes materiais gráficos explicativos de acordo com as normativas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde. “Nós do Sindusmad estamos incentivando o plano de ação do Cipem, para prevenir a proliferação do covid-19. Não podemos parar a atividade, pois vai afetar diretamente a economia de muitos municípios e do estado. O setor de base florestal vai continuar trabalhando atento aos devidos cuidados, para que não haja contaminação. A atividade madeireira trabalha em área aberta, não possui atendimento ao público e não corre o risco de aglomeração de pessoas. E todas as empresas estão seguindo o plano de ação e as diretrizes dos órgãos competentes”, ressaltou. Algumas empresas estão trazendo profissionais da área da saúde com palestras para levar ainda mais informação e conscientização a seus colaboradores.

Outra iniciativa do sindicato é a orientação jurídica às madeireiras, em virtude das Medidas Provisórias anunciadas pelo Governo Federal para tentar amenizar a crise econômica causada pela pandemia do covid-19, e evitar que as empresas fechem as portas, ou demitam em massa os seus funcionários.

O ofício foi protocolado nas prefeituras de Cláudia, Itaúba, Vera, União do Sul, Feliz Natal, Nova Ubiratã, Marcelândia, Santa Carmem, Nova Santa Helena e Sinop. O Sindusmad está trabalhando internamente com atendimento pelo telefone 3531-5900, e-mail sindusmad@sindusmad.com.br e também pelo aplicativo WhatsApp.